Desemprego sobe para 7,6% e atinge 8,3 milhões de brasileiros

A taxa de desemprego no Brasil teve uma leve alta, alcançando 7,6% no trimestre entre novembro de 2023 e janeiro de 2024, revertendo a tendência de nove quedas consecutivas ao longo do ano anterior. Os dados, provenientes da Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), foram divulgados nesta quinta-feira (29) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Embora represente o menor nível para o mês desde 2015, a pesquisa revela que 8,3 milhões de brasileiros permanecem sem ocupação, com o índice se mantendo estável no trimestre e registrando uma queda de 7,8% ao longo do ano, o equivalente a 703 mil pessoas a menos nessa situação.

No período analisado, o número de pessoas ocupadas no país totalizou 100,5 milhões, apresentando um crescimento de 0,4% no trimestre e de 2,0% no ano.

Em relação ao mercado formal de trabalho, a quantidade de empregados com carteira assinada no setor privado atingiu 37,9 milhões, registrando um aumento de 3,1% no ano, o que corresponde a um acréscimo de 1,1 milhão de pessoas, incluindo trabalhadores domésticos. Por outro lado, o contingente de empregados sem carteira assinada no setor privado, totalizando 13,4 milhões, permaneceu estável no trimestre e cresceu 2,6% ao longo do ano, representando um aumento de 335 mil pessoas.

Vale ressaltar que o país enfrentou sua mais profunda crise econômica entre o final de 2015 e o início de 2017, com quedas significativas no Produto Interno Bruto (PIB) trimestral, chegando a 4,5%. Em comparação, a retração durante a pandemia atingiu 3,3% no final de 2020.

No que diz respeito aos salários, o brasileiro empregado recebeu, em média, R$ 3.034, mantendo-se estável em relação ao trimestre anterior. Entretanto, os funcionários da administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais tiveram um reajuste médio de R$ 94. Em comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, os colaboradores da indústria experimentaram um aumento de 5,3% no salário, equivalente a R$ 152, enquanto os funcionários do comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas receberam, em média, um acréscimo de R$ 125.

 

Fonte: IG

Cotações e Índices

Moedas - 23/04/2024 15:30:00
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 5,121
  • 5,123
  • Paralelo
  • 4,950
  • 5,470
  • Turismo
  • 4,990
  • 5,300
  • Euro
  • 5,480
  • 5,488
  • Iene
  • 0,033
  • 0,033
  • Franco
  • 5,617
  • 5,625
  • Libra
  • 6,379
  • 6,383
  • Ouro
  • 386,550
  • 386,550
Mensal - 15/04/2024
  • Índices
  • jan/24
  • fev/24
  • Inpc/Ibge
  • 0,57
  • 0,81
  • Ipc/Fipe
  • 0,46
  • 0,46
  • Ipc/Fgv
  • 0,61
  • 0,55
  • Igp-m/Fgv
  • 0,07
  • -0,52
  • Igp-di/Fgv
  • -0,27
  • -0,41
  • Selic
  • 0,97
  • 0,80
  • Poupança
  • 0,58
  • 0,53
  • TJLP
  • 0,54
  • 0,54
  • TR
  • 0,09
  • 0,01

Agendas Tributárias

  • IRPJ/CSL/PIS/COFINS | Incorporações imobiliárias | Regime Especial de Tributação (RET).
  • IRPJ/CSL/PIS/COFINS | Incorporações imobiliárias | Regime Especial de Tributação (PMCMV).
  • Simples Nacional.

Rua Luís Góis, 1592, Mirandópolis, São Paulo - SP
Cep: 04043-200  |  Fone: 11. 5079 8588  |  Fax: 11. 5079 8585
contato@planaudi.srv.br

Desenvolvido pela TBrWeb
( XHTML / CSS )